Vivemos um período de transição de uma cultura competitiva, de escassez, violência e sofrimento para a busca de um mundo mais humano, acolhedor, criativo, intuitivo, amoroso, saudável, sustentável e em conexão com a natureza.

 

Sobre Nós

O Mãe Instituto é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, fundada e liderada por Prem Mukti Mayi. Criada em 2013, realiza diferentes programas e vivências e tem como propósito colaborar para o desenvolvimento pessoal e a transformação social por meio do despertar dos valores humanos.

Nossos valores são ancorados na clareza, no acolhimento, no respeito, na cooperação, na vitalidade e na graça.

 

Os programas oferecidos são inspirados em manifestações da arte, metodologias colaborativas e técnicas terapêuticas, sempre com foco no impacto social, conectadas com a natureza e com o autoconhecimento.

 

Atuamos em diversos espaços: escolas, empresas, organizações da sociedade civil, órgãos públicos, comunidades, espaços livres de aprendizagem, espaços de cultura, entre outros. Interagimos com pessoas e organizações interessadas em transformar a si mesmas e dessa forma gerar mudanças positivas no mundo.

 

Somos abertos ao novo, ao sentir e ao fazer.

 

As receitas obtidas com todas as nossas iniciativas são 100% revertidas aos projetos da organização.

O que nos move

Vivemos um período de transição de uma cultura competitiva, de escassez, violência e sofrimento para a busca de um mundo mais humano, acolhedor, criativo, intuitivo, amoroso, saudável, sustentável e em conexão com a natureza.

Acreditamos que todas as pessoas têm o direito de viver juntas, se relacionarem em aceitação plena e total das diferenças para uma vida de paz, abundância e prosperidade, independente de classe social, nacionalidade, sexo biológico, raça, cor, gênero ou crença religiosa, porque somos todos seres humanos.

O Mãe Instituto trabalha para criar esse futuro possível, uma vida mais autêntica, por meio do despertar dos valores humanos. É uma trajetória potente e transformadora.

Saiba mais sobre os valores que nos guiam:

Clareza

Só é possível compreender qualquer situação que estamos envolvidos, seja interna ou externamente, quando fazemos uma pausa consciente, na qual nos disponibilizamos a olhar com honestidade para nós mesmos e para a situação. É quando podemos observar o que está obscuro, analisar falhas, mapear conflitos, captar pensamentos, sentimentos e atitudes que estão confusos, para que possamos ser transparentes com nós mesmos, com as pessoas e, consequentemente, viver em situações harmônicas.

Acolhimento

Quando esse valor está desperto, podemos desenvolver aceitação, acolhendo a nós mesmos e o outro, independente se a manifestação é positiva ou negativa. O Cuidar se torna essencial em toda e qualquer relação.

Respeito

É o valor da boa convivência. Quando nos relacionamos a partir deste valor, temos a oportunidade de trocar as lentes que julgam, cheias de crenças, conceitos pré-estabelecidos, por lentes que enxergam todo e qualquer ser vivo como seres legítimos dignos de amor e o ambiente como um espaço de trocas saudáveis e sustentáveis. Com base neste valor, caminhamos em direção a viver melhor em comunidade, na qual cada um se sente pertencente do todo.

Respeito

É o valor da boa convivência. Quando nos relacionamos a partir deste valor, temos a oportunidade de trocar as lentes que julgam, cheias de crenças, conceitos pré-estabelecidos, por lentes que enxergam todo e qualquer ser vivo como seres legítimos dignos de amor e o ambiente como um espaço de trocas saudáveis e sustentáveis. Com base neste valor, caminhamos em direção a viver melhor em comunidade, na qual cada um se sente pertencente do todo.

Cooperação

É um valor essencial, pois é com ele conseguimos colocar nossas potencialidades em movimento, a serviço do bem comum. É com ele que desenvolvemos nossa capacidade de somar com o outro e sermos co-criadores de qualquer cenário desejável. Com este valor acordado é possível realizar o caminho da verdadeira parceria em direção à conexão maior que nos liga ao todo.

Cooperação

É um valor essencial, pois é com ele conseguimos colocar nossas potencialidades em movimento, a serviço do bem comum. É com ele que desenvolvemos nossa capacidade de somar com o outro e sermos co-criadores de qualquer cenário desejável. Com este valor acordado é possível realizar o caminho da verdadeira parceria em direção à conexão maior que nos liga ao todo.

Vitalidade

A vitalidade é medida pelo vigor, força de materialização, e não apenas cronologicamente. Ela é como uma âncora energética para a auto-sustentação, sustentação das relações e dos projetos.  Quando este valor está desperto, as pessoas e ambientes vibram saúde, qualidade de vida e pulsão positiva. Sua ativação é manifestada na matéria, com potencial de expandir energia interna e externa, trazendo movimento e fluxo.

Graça

É a pura manifestação da presença. Quando estamos presentes, inteiros no aqui e agora, podemos respirar, nos conectar. Não estamos preocupados com o passado ou futuro, apenas com o presente. E quando estamos nesse estado, somos e agradecemos a todo momento, tudo e todos, o que acontece conosco e ao nosso redor. Por meio deste valor fundamental é possível agradeSer.

Nossa História

O início da história do Mãe Instituto começou em 2006 quando Prem Mukti Mayi propôs para algumas pessoas a realização de um espetáculo artístico, que representasse um importante festival que acontece na Índia, o “Diwali”.

 

“Diwali, Festival das Luzes para Lakshmi” era um espetáculo com dança, teatro, música e canções que retratavam Lakshmi, a Deusa indiana da prosperidade e da beleza, fazendo uma ponte entre o Oriente e Ocidente. Era um projeto artístico e cultural e não tinha nenhum caráter ou propósito religioso.

 

A produção deste espetáculo aconteceu de 2006 a 2011, com 11 edições, e foi uma experiência inesquecível para muitas pessoas que vinham de diferentes lugares e profissões: artistas, músicos, advogados, médicos, professores, profissionais liberais e muitos outros.

 

Esse grupo começou com 06 pessoas e com o passar dos anos foi crescendo, chegando a ter participação de quase 100 pessoas, que se dividiam em grupos de trabalho para arrecadação de doações, produção, organização, divulgação e encenação. O projeto não contava com nenhum patrocínio e era viabilizado através de doações, na maioria, de pessoas físicas e com a venda de ingressos.

 

As potências desse projeto eram a colaboração, cooperação, inovação e criatividade, uma experiência autêntica e inspiradora, a arte, a conexão com a mensagem do espetáculo, a união de culturas, a prosperidade e a beleza por um lado, e por outro, pessoas que nesse período, sem ganharem nada trabalhavam como voluntárias para esse projeto, que era extenuante, mas onde as experiências e os desafios eram intensos e transformadores.

 

O espetáculo, além de São Paulo, foi levado para Índia e Rio de Janeiro. Foi apresentado em teatros, feiras, nas ruas, em organizações, entre elas a ONG Gotas de Flor com Amor, e no Consulado da Índia, levando sua mensagem para muitas pessoas.

 

Ao final deste projeto, estava clara a necessidade de dar continuidade a essa experiência humana transformadora. O Projeto Lakshmi foi um movimento espontâneo e autêntico para sua época e que acontecia a partir do despertar de novos valores. Foi a partir daí que, em 2013, o Mãe Instituto abriu suas portas.